Alexandre Pais

TagSporting

O exemplo dos “patinhos feios” do Sporting

O

Domingo de felicidade para os frustrados que sofrem com o sucesso dos portugueses. Ao perder com o Chelsea, José Mourinho desperdiçou uma boa oportunidade de levar o Tottenham a alcançar os “blues” e a zona Champions da Premier. E Cristiano Ronaldo ficou sem o que seria o terceiro título em Itália, pois a Juventus – que joga poucochinho e tem menor rendimento hoje do que no tempo de Allegri –...

O exemplo dos "patinhos feios" do Sporting

O

Domingo de felicidade para os frustrados que sofrem com o sucesso dos portugueses. Ao perder com o Chelsea, José Mourinho desperdiçou uma boa oportunidade de levar o Tottenham a alcançar os “blues” e a zona Champions da Premier. E Cristiano Ronaldo ficou sem o que seria o terceiro título em Itália, pois a Juventus – que joga poucochinho e tem menor rendimento hoje do que no tempo de Allegri –...

É tempo de meter Dom Jesé na ordem

É

Com paciência de santo, Jorge Silas vai reconstruindo a equipa do Sporting, ainda que lhe vá faltando alguma afirmação como líder. Ontem, a propósito da titularidade de Max, lá veio dizer que “nenhum dos guarda-redes é intocável”, conceito que já tinha desenvolvido antes da partida, quando adiantou que só havia “um intocável”, naturalmente Bruno Fernandes. Silas deve ter aprendido a apaparicar...

A guerra que o dr. Varandas não pode ganhar

A

Cada vitória de Jorge Silas, e em quatro dias houve duas, o que é notável nas presentes circunstâncias, faz com que o foco da contestação se afaste do presidente do Sporting, que no confronto com as claques se meteu num conflito só com perdedores. Mas o problema é que o inferno se instalou em Alvalade e o diabo voltará sempre. Tendo convivido tanto tempo com a equipa, o dr. Varandas sabe bem que...

Só o caminho das pedras pode salvar o Sporting

S

Nem que seja preciso percorrer “o caminho das pedras” – é o conselho sábio do antigo presidente do Sporting, José Roquete. O apelo à paciência, ou à falta dela, dos adeptos leoninos, por parte de um dos nomes históricos do clube – que sublinha ainda ser a turbulência “a pior coisa” que pode acontecer em Alvalade – cairá, desgraçadamente, em saco roto. Porque a recuperação da instituição só...

Sorte, Silas, que bem vais precisar!

S

A entrevista de Frederico Varandas à SIC confirmou o que já se sabia: o discurso do presidente do Sporting é um desastre comunicacional. Esse “gap” é agravado pelo facto de o dr. Varandas não demonstrar a menor capacidade para perceber a figura que faz e, logo, para arrepiar caminho. Se hoje mesmo voltasse a sentar-se à frente de Teresa Dimas, repetiria de novo inúmeras vezes – que suplício para...

Jesé irá trazer a “dolce vita” para Alvalade?

J

Ontem, depois de ver a jogada de Carlos Mané e o centro perfeito que resultou no golo do Rio Ave, não estaria só quando pensei: o Sporting deve ter lá melhor para se ter dado ao luxo de dispensar este rapaz. Aliás, os leões acabaram por ficar com um plantel desequilibrado e a aterragem de pára-quedas em Alvalade, no último dia de contratações, de três jogadores emprestados, em simultâneo com o...

Jesé irá trazer a "dolce vita" para Alvalade?

J

Ontem, depois de ver a jogada de Carlos Mané e o centro perfeito que resultou no golo do Rio Ave, não estaria só quando pensei: o Sporting deve ter lá melhor para se ter dado ao luxo de dispensar este rapaz. Aliás, os leões acabaram por ficar com um plantel desequilibrado e a aterragem de pára-quedas em Alvalade, no último dia de contratações, de três jogadores emprestados, em simultâneo com o...

Carvalhal já não rima com Carnaval

C

Solitário, encaminhou-se para o banco com alguma angústia estampada no rosto. Não teve, talvez, a receção que queria e só quando, na plateia, um pequeno grupo de adeptos do Sporting o aplaudiu, pôde respirar de alívio. Acenou, então, com um sorriso – e sentou-se. Carlos Carvalhal regressava a casa pela mesma porta pequena que o libertou um dia da gaiola onde não era feliz. Estaria longe de pensar...

E arranjar "outro" Bas Dost?

E

Se o futebol se pudesse compreender, não haveria catedráticos desempregados e ex-ajudantes a fazer o caminho. É entre estes últimos que se misturam os apalpadores de terreno, aqueles que são pagos para se testarem à custa do sucesso ou insucesso dos projetos em que se integram. Refiro isto por causa da onda de satisfação bacoca pela partida de Bas Dost, vendido como imprestável e sem um euro de...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas