Alexandre Pais

TagSIC

Cristina Ferreira atrás das câmaras para quê?

C

O entretenimento da TVI continua a viver de fogachos: mal se afunda um programa, logo se lança outro com o espalhafato necessário para disfarçar o fracasso anterior. E conforme o tempo passa, “Cristina ComVida” bate mínimos de audiência, perde por centenas de milhares de espectadores para as novelas da SIC e para “O preço certo” da RTP, e regista “shares” de vários pontos abaixo daqueles que a...

A SIC adormece

A

Em televisão é tão perigoso decidir por impulso ou ao sabor dos amiguismos como fazer bem e depois adormecer à sombra da bananeira. Não será o que se passa com a SIC, mas parece. A TVI lançou no início da semana o “Esta manhã”, um conceito que mistura informação com entretenimento, interpretado por figuras de segunda da estação e que nada tem de novidade, nem sequer é bem feito – aquele foguetão...

Os cabotinos são agentes do inimigo

O

Em Hollywood, não faltam estrelas desempregadas. E não, não se trata de mais um drama nascido da pandemia, mas de um velho problema. A indústria do cinema leva muito a sério a lógica do negócio e apesar de alguma cedência ao peso dos nomes no cartaz e aos caprichos de quem paga o filme, o “casting”, que escolhe os atores com o perfil certo para os papéis, é para ser respeitado. Por cá, os...

Mendes, Goucha e Fátima: peixes de águas profundas

M

Como espectador, tanto me diverte assistir a um bom programa como ver a deceção de alguns espevitados quando peixes de águas profundas, dados como extintos, voltam a dar sinais de vida. Aconteceu isso com “O preço certo”, da RTP1, primeiro após o fogo fátuo de Cristina com “Apanha se puderes”, da TVI, e depois com a crise pandémica que suspendeu os “diretos”. Fernando Mendes, que já recuperara...

E a TVI pariu um rato com o “Dia de Cristina”

E

A TVI anunciou o “Dia de Cristina” com tal estardalhaço que se criou uma onda de expetativa: que momentos inovadores em televisão iríamos ter? Decorrido o evento, logo se concluiu que a montanha pariu um rato. Durante longas horas, a apresentadora exibiu-se em conversas banais com amigos convenientes – e inconvenientes… – sempre com o espalhafato que é marca da casa. Inovação só nos cenários...

E a TVI pariu um rato com o "Dia de Cristina"

E

A TVI anunciou o “Dia de Cristina” com tal estardalhaço que se criou uma onda de expetativa: que momentos inovadores em televisão iríamos ter? Decorrido o evento, logo se concluiu que a montanha pariu um rato. Durante longas horas, a apresentadora exibiu-se em conversas banais com amigos convenientes – e inconvenientes… – sempre com o espalhafato que é marca da casa. Inovação só nos cenários...

O que interessa é a satisfação plena do cliente

O

Na SIC e na TVI devem pensar que descobriram a pólvora com a decisão concertada de silenciarem os comentadores que são adeptos dos clubes. Trata-se apenas de uma abertura de vagas, pois o contributo para combater a propalada “toxicidade” no futebol é quase nulo. Por um lado, está nas instituições e nos seus principais responsáveis a origem do mal. E essa não é atacável por uma comunicação social...

O outro lado de João Baião

O

Há quase três décadas, num dos dois processos em que respondi em tribunal – entre dezenas de inquéritos sucessivamente arquivados – João Baião acusava-me de abuso de liberdade de imprensa. Fui absolvido, apesar de ter apanhado um juiz deslumbrado com “famosos”: afinal, não tinha escrito a “ofensa”, nem havia ponta por onde se lhe pegasse, era o ridículo absoluto. Ao longo dos anos, em crónicas...

Peter é morto

P

Cristina Ferreira terminou a aventura na SIC a mastigar de boca aberta, frente à câmara, e com o garfo e a faca espetados para cima. Ou interpretava o papel de “saloia da Malveira” que lhe deu fama ou não terá condições de representar a TVI como administradora. E também não as terá pela capacidade de gestão, uma vez que lidera uma revista exangue, que tem de imprimir 50 mil exemplares para vender...

Cláudio Ramos: a cor é tudo

C

Nas noites de domingo, está no auge o combate pela liderança das audiências. A SIC garante a primeira posição graças ao sucesso de “Nazaré”, mas perde os outros lugares do pódio porque as duas partes do “Big Brother”, da TVI, batem largamente as quatro “fatias” de “Quem quer namorar com o agricultor?”, que ficam, ainda, atrás dos dois principais blocos noticiosos da estação de Paço de Arcos. Já...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas