Alexandre Pais

TagJorge Jesus

Que fará Rui Costa com a sua vitória?

Q

Desta vez sim, a presença da família mais do que se justificava: foi estrondosa a vitória de Rui Costa nas eleições do Benfica. Nada que não se estivesse à espera, mas depois de termos visto o que aconteceu em Lisboa com Fernando Medina, colocar pelo menos a hipótese que o vencedor antecipado pudesse não o ser tornou-se quase obrigação. Claro que no lugar de Carlos Moedas compareceu, no duelo da...

A missão quase impossível de Jorge Jesus

A

Desde os anos 50 que o Benfica não tinha, no campeonato, tanta desvantagem em relação ao Sporting. E há duas décadas que não terminava a primeira volta fora dos três lugares cimeiros. Ou seja, o Livro dos Recordes de Jorge Jesus passou a registar máximos negativos. Como gosto do treinador, sofro com ele por isso. Como acho que a bazófia foi demasiada – arrasar, jogar o triplo e etc e tal – tenho...

Não basta que Jorge Jesus exista

N

Quantos egocêntricos conhecemos ao longo da vida? Muitos. E não precisamos de uma licenciatura em psicologia para distinguirmos facilmente os positivos, cujo ego se desenvolveu em torno de alguns méritos, dos falsos, que mais não pretendem que disfarçar a falta de confiança nas respetivas capacidades, o reduzido apego ao trabalho e a baixíssima autoestima. Sabem que não são capazes e tentam...

Rafael Leão: das nuvens à baliza em seis segundos

R

Rafael Leão quebrou uma marca de 12 anos na história das grandes ligas europeias ao gastar 6,7 segundos para assinar o primeiro golo do Milan ao Sassuolo. O recorde anterior pertencia a um tal Joseba Llorente, que em 2008, ao serviço do Valhadolid, levara 7,3 segundos para colar a bola às redes do Espanhol. A propósito de Espanhol: quem não viu que procure ver a obra de arte que Raúl de Tomás...

Deem-me Cebolinhas e fiquem com os Tavares

D

Passei um belo fim de semana confinado, eis a verdade. Entre as 13 horas e a madrugada foi só gerir, em direto ou em diferido, as múltiplas transmissões televisivas. Além do mais, correu-me bem. Miguel Oliveira ganhou o GP, o Mourinho enganou o Guardiola, Cristiano, Diogo Jota e Bruno Fernandes marcaram, Gelson Martins venceu Neymar, João Félix vulgarizou Messi, a “next gen” avançou no Masters de...

Dois centrais, a idade e o preconceito

D

Voz de comando, eis o que falta no “passador” que é a defesa do Benfica: nove golos sofridos em três jogos, um desastre. Além disso, um meio campo ainda indefinido – à sétima jornada! – macio e pouco eficaz na recuperação da bola, cria à frente dos centrais um deserto que os deixa numa situação de debilidade. Não há Lucas Veríssimo que resolva esse problema. Claro que é mais fácil esquecer as...

Sangue de barata é bom para a pesca

S

Revi agora uma entrevista de Jorge Jesus à CMTV, na Arábia Saudita, na qual explicava que a experiência no Al-Hilal o tinha tornado num homem diferente por ter aprendido, com a filosofia árabe, a encarar as derrotas de forma algo semelhante ao que acontecia com as vitórias. Veio-me logo à ideia o Sérgio Conceição e os seus ataques de cólera, e o bem que lhe faria passar um tempo nas arábias...

Jorge Jesus: o homem que partiu para poder voltar

J

O regresso de Jorge Jesus ao Benfica estava escrito nas estrelas. Tratado como descartável em 2015, criticado por só apostar em jogadores feitos, por desvalorizar as pérolas da academia e até por não fazer parte do projeto de Luís Filipe Vieira, processado judicialmente e classificado como inimigo ao assinar pelo Sporting, e de novo esquecido em 2019 – quando na Luz se pensava ter descoberto, em...

Jorge Jesus, o homem do coração de aço

J

A ingratidão é o maior sinal de falta de caráter e a solidariedade a caraterística que mais dignifica o ser humano. Por isso, o grande momento da final da Libertadores viveu-se antes do apito inicial, quando Enzo Pérez, hoje no River Plate, fez questão de atravessar o campo para abraçar Jorge Jesus, e este o beijou. Porque esse gesto teve um profundo significado. É que o médio argentino foi não...

Mais uns milhões na conta de Jorge Jesus? Isso é limpinho

M

Com Bruno Lage em estado de graça, Sérgio Conceição a viver dos rendimentos, Marcel Keizer validado pelos resultados e Abel Ferreira confirmado por Salvador, restava a Jorge Jesus o estrangeiro. E decidiu-se pelo Flamengo. Terá feito bem? Fez. Bem e mal. Fez mal porque vai treinar um clube cronicamente complicado, carregado de problemas e que é uma autêntica máquina de paixões: qualquer derrota é...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas