Alexandre Pais

TagSporting

Rúben Amorim construiu uma fortaleza

R

Dez golos em 20 jogos, eis o maior trunfo do Sporting – o FC Porto, por exemplo, já sofreu 21 em 19 partidas. A segurança de Adán, de que tanto desconfiámos, a procura da melhor forma de sempre, entre nós, de Coates, a confirmação do acerto da contratação de Feddal, de que o Bétis parecia querer livrar-se, a reabilitação de Luís Neto, que congelara em São Petersburgo, e a cereja no topo do bolo...

A missão quase impossível de Jorge Jesus

A

Desde os anos 50 que o Benfica não tinha, no campeonato, tanta desvantagem em relação ao Sporting. E há duas décadas que não terminava a primeira volta fora dos três lugares cimeiros. Ou seja, o Livro dos Recordes de Jorge Jesus passou a registar máximos negativos. Como gosto do treinador, sofro com ele por isso. Como acho que a bazófia foi demasiada – arrasar, jogar o triplo e etc e tal – tenho...

Sporting com a oportunidade de perder e continuar a trabalhar

S

Três futebolistas que o Sporting não quis, armaram na antiga casa o lance que deu o golo do empate do Rio Ave, um resultado que impediu os leões de ver aumentar para seis pontos a sua vantagem no campeonato. Ainda aturdidos pelo afastamento da Taça de Portugal, os adeptos sportinguistas começam agora a descer das nuvens e a enfrentar a crua realidade. E esta diz-lhes que no seu plantel haverá...

A vida de Frederico Varandas: entre a formalidade e o bunker

A

Com nuvens escuras no céu encarnado, a assembleia geral do Benfica aprovou as contas de 2019-20 por larga maioria, 71,2%, numa votação que reuniu menos de dois mil sócios. E havendo eleições em outubro, esse resultado deixa antever para que lado cairá a vitória. Com o céu não menos carregado, a assembleia geral do Sporting, à qual acorreram mais de três mil associados, reprovou o orçamento e as...

Ao leão em baixo tudo lhe acontece

A

Chegou, enfim, o primeiro jogo do Sporting da época pós-Bruno Fernandes e a oportunidade para começarmos a descobrir se o novo jogador do MU era, de facto, “meia equipa” do Sporting ou, ao contrário, uma espécie de eucalipto que exauria todo o terreno ao redor, não permitindo o crescimento de talentos ocultos. Persiste a dúvida: pode ser que esse talento exista mas o problema está no tempo, que...

Que raio de mediação foi a da Liga no caso da gripe sadina?

Q

Há muitos, muitos anos, passei por momentos difíceis no estádio do Bonfim, quando adeptos do Vitória, em fúria, derrubaram a pontapé a porta da cabina da rádio e tentaram agredir o profissional que fazia o relato – que não concordara com os protestos dos que pediam penálti a favor dos da casa e dera razão ao árbitro. Recordei essa tarde triste, ontem, ao ver alguns exaltados, “pendurados” na...

Vender Acuña seria a estupidez no seu esplendor

V

O Sporting confirmou ontem que o seu plantel pode não ser uma maravilha mas tem mais valor do que aquele que alguns “especialistas” têm pintado. Bastou, para isso, que Jorge Silas dispusesse de tempo para trabalhar, enfrentando a realidade e potenciando as qualidades da matéria prima que lhe deram. Os leões jogaram taco a taco com o FC Porto e, na segunda parte, até sofrerem o segundo golo, foram...

O exemplo dos “patinhos feios” do Sporting

O

Domingo de felicidade para os frustrados que sofrem com o sucesso dos portugueses. Ao perder com o Chelsea, José Mourinho desperdiçou uma boa oportunidade de levar o Tottenham a alcançar os “blues” e a zona Champions da Premier. E Cristiano Ronaldo ficou sem o que seria o terceiro título em Itália, pois a Juventus – que joga poucochinho e tem menor rendimento hoje do que no tempo de Allegri –...

O exemplo dos "patinhos feios" do Sporting

O

Domingo de felicidade para os frustrados que sofrem com o sucesso dos portugueses. Ao perder com o Chelsea, José Mourinho desperdiçou uma boa oportunidade de levar o Tottenham a alcançar os “blues” e a zona Champions da Premier. E Cristiano Ronaldo ficou sem o que seria o terceiro título em Itália, pois a Juventus – que joga poucochinho e tem menor rendimento hoje do que no tempo de Allegri –...

É tempo de meter Dom Jesé na ordem

É

Com paciência de santo, Jorge Silas vai reconstruindo a equipa do Sporting, ainda que lhe vá faltando alguma afirmação como líder. Ontem, a propósito da titularidade de Max, lá veio dizer que “nenhum dos guarda-redes é intocável”, conceito que já tinha desenvolvido antes da partida, quando adiantou que só havia “um intocável”, naturalmente Bruno Fernandes. Silas deve ter aprendido a apaparicar...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas