Alexandre Pais

TagCorreio da Manhã

Houve um Otelo e houve o outro

H

Alguém por estes dias escreveu no Twitter que, antes de Otelo, “Portugal era dor, lágrimas e sacrifício”. Era. E duvido muito que com um operacional mais dado a farroncas no seu lugar tivesse havido ‘25 de abril’. Estou grato a Otelo por isso e perdoo-lhe até a audácia de me ter citado nos manuscritos de preparação da revolução – que fui agora reler em ‘Alvorada em abril’ – e que me teriam...

Goucha, ficção e realidade

G

Avisei: o casal mais velho, composto por Ide e Jorge, bastaria para dar a vitória nas audiências a ‘O amor acontece’. Ao deitá-lo borda fora sem o substituir por um par igualmente cromático, a TVI afundou o ‘date show’. No serão de domingo, já perdeu para o ‘Agricultor’ da SIC, e nos diários é seu o terceiro lugar. Mais um ‘flop’. Quem aproveitou a oferta foi ‘Goucha’, que venceu ‘Júlia’ com a...

Viva a Lenka!

V

Os tróis das redes sociais passaram dias a ‘debater’ a decência ou a falta dela de um vestido ‘atrevido’ usado por Lenka da Silva no “Preço certo”. É estúpido que 18 anos após a sua estreia no concurso da RTP, e de se ter afirmado por um estilo arrojado, a assistente se veja envolvida numa polémica forjada por uma imbecil sem credibilidade para atacar os outros. Verdade se diga que a checa...

Mãozinhas marotas antes que o amor aconteça

M

Com a estreia de ‘O amor acontece’, no serão de domingo, a TVI conseguiu bater ‘Quem quer namorar com o agricultor?’, que a SIC arrasta de maneira a que dure e dure, ainda que pouco aconteça para lá do tédio. É o canal de Queluz a fazer pela vida, tentando recuperar a credibilidade perdida e compensar fracassos igualmente prolongados na esperança de que o telespectador seja burro. Talvez amanhã...

Velocidade furiosa

V

Parece um filme cuja ação decorre no Terceiro Mundo. A viatura oficial de Eduardo Cabrita atropela um trabalhador que limpava a via. Substituindo-se ao inquérito da GNR, que tutela, o MAI divulga um comunicado – com narrativa do próprio ministro, só pode – atribuindo a culpa à vítima e à falta de sinalização. No funeral, o Governo não se faz representar e a família do sinistrado é cruelmente...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas