Alexandre Pais

TagRoger Federer

Roger Federer é o melhor de sempre

R

Rafael Nadal diz que Djokovic está obcecado por ultrapassar os recordes de Federer e do próprio Nadal, obsessão, aliás, extensiva a muitos dos fãs do sérvio. Como aqueles que vão assistir aos seus jogos e quebram a tradição de compostura e de “fair play” do ténis, manifestando-se ruidosamente e de forma pouco educada – a exemplo do seu ídolo quando se põe a partir raquetas. No meu 19.º ano a...

Ao leão em baixo tudo lhe acontece

A

Chegou, enfim, o primeiro jogo do Sporting da época pós-Bruno Fernandes e a oportunidade para começarmos a descobrir se o novo jogador do MU era, de facto, “meia equipa” do Sporting ou, ao contrário, uma espécie de eucalipto que exauria todo o terreno ao redor, não permitindo o crescimento de talentos ocultos. Persiste a dúvida: pode ser que esse talento exista mas o problema está no tempo, que...

Uma pancada valente e uma trama do diabo

U

Vou tratar hoje de um evento importante com uma semana de atraso. Na altura em que escrevi a crónica de há oito dias, não tinha condições de me referir, como desejava, ao brutal duelo que opôs Roger Federer a Novak Djokovic, na final de Wimbledon, o mais conceituado torneio de ténis do Planeta. E tudo porque Federer me causou uma das maiores deceções da minha vida de espectador. Estou habituado a...

Mais uns milhões na conta de Jorge Jesus? Isso é limpinho

M

Com Bruno Lage em estado de graça, Sérgio Conceição a viver dos rendimentos, Marcel Keizer validado pelos resultados e Abel Ferreira confirmado por Salvador, restava a Jorge Jesus o estrangeiro. E decidiu-se pelo Flamengo. Terá feito bem? Fez. Bem e mal. Fez mal porque vai treinar um clube cronicamente complicado, carregado de problemas e que é uma autêntica máquina de paixões: qualquer derrota é...

Cristiano e Messi: o mais forte de todos e o melhor da história

C

Vejo como um caso de estudo que a justa euforia em torno do histórico desempenho de Cristiano Ronaldo, frente à Espanha, seja acompanhada por críticas absurdas a Lionel Messi, por não ter convertido um penálti e carregado a seleção argentina às costas. Vão ser esses os comentadores que amanhã, se Cristiano estiver mais apagado face a Marrocos e Messi fizer um jogo ao seu nível contra a Croácia...

Federer e Nadal voltaram a ser os donos do ténis

F

São 17 títulos do Grand Slam, 11 dos quais em Roland Garros – sete na última década – a juntar a quatro taças Davis, a 32 torneios Masters 1000, às medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008 e 2016, a 100 milhões de dólares de “prize money” e por aí fora: eis o extraordinário palmarés de Rafael Nadal, após ter vencido ontem, em Paris, um troféu que lhe permite manter-se como n.º 1 do ranking...

Poderá Cristiano imitar Federer?

P

O envelhecimento pode ser interessante sob alguns aspetos, mas a idade não perdoa. Para mais, a sociedade mudou e estão mortos os que defendiam a velha máxima do funcionalismo público que dizia que a antiguidade no serviço era um posto, ou seja, os últimos a chegar que vergassem a mola. Longe de ser velho, os 33 anos que Cristiano Ronaldo completará dentro de duas semanas impõem-lhe novos limites...

O'Sullivan, Federer, Nadal, Venus, Bjørndalen… a velharia ativa

O

No passado fim de semana, Ronnie O’Sullivan ganhou, aos 41 anos, o Masters de snooker de 2017, o sétimo em 12 finais desde 1995, no que se pode considerar como um regresso do ex-número 1 e pentacampeão mundial aos seus melhores tempos. Algo que ao longo dos últimos 15 dias fizeram Roger Federer, de 35 anos, e Rafael Nadal, de 30, que voltam a disputar no domingo uma final do Grand Slam, a...

O’Sullivan, Federer, Nadal, Venus, Bjørndalen… a velharia ativa

O

No passado fim de semana, Ronnie O’Sullivan ganhou, aos 41 anos, o Masters de snooker de 2017, o sétimo em 12 finais desde 1995, no que se pode considerar como um regresso do ex-número 1 e pentacampeão mundial aos seus melhores tempos. Algo que ao longo dos últimos 15 dias fizeram Roger Federer, de 35 anos, e Rafael Nadal, de 30, que voltam a disputar no domingo uma final do Grand Slam, a...

Roger Federer voltou aos seus melhores tempos

R

Vemos o mítico Rod Laver, sentado na primeira fila do pavilhão com o seu nome, onde decorrem as principais confrontos do Open da Austrália, e lamentamos não ter podido seguir o campeão na sua década de ouro, a de 60. Porque para um adepto não é a mesma coisa ter visto ou não ter visto jogar aquele que é considerado, a par de Roger Federer, o maior tenista da história. Daí que se deva aproveitar a...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas