Alexandre Pais

TagGilberto Madail

O erro grave de Madaíl

O

Não preciso de reafirmar o meu apreço pelo trabalho que Gilberto Madaíl desenvolveu como presidente da FPF. Mas é esse mesmo apreço que me obriga a não deixar passar em claro a parte da sua recente entrevista em que se referiu a Vítor Baía. Disse Madaíl: “Merecia uma explicação de Scolari. Não era eu que lhe podia explicar isso, pois nunca percebi por que não era convocado.” Que Baía merecia uma...

Madaíl, Bento, Cristiano e Postiga: um quarteto que deu a cara e venceu

M

Sabe-se que por detrás do êxito de uma seleção há sempre uma equipa que sofreu e trabalhou. Foi o caso da nossa, com jogadores e técnicos, dirigentes e público unidos para que se conseguisse o objetivo comum de qualificação para o Europeu. Estão, estamos todos de parabéns. Mas numa história de sucesso existem igualmente protagonistas e eu peço licença ao leitor para distinguir quatro. O primeiro...

Mundial de 2018: um “bravo!” aos inconformados

M

Portugal e Espanha perderam para a Rússia, como aliás se esperava, a organização do Mundial de 2018. Lamentam-se os adeptos do futebol e regozijam-se por cá os amigos da desgraça, aqueles que querem condenar-nos ao miserabilismo para a eternidade. Bom, bom seria canalizar todo o investimento para subsídios ao imobilismo até que não restasse um cêntimo. Depois ficaríamos todos muito iguais, muito...

Mundial de 2018: um "bravo!" aos inconformados

M

Portugal e Espanha perderam para a Rússia, como aliás se esperava, a organização do Mundial de 2018. Lamentam-se os adeptos do futebol e regozijam-se por cá os amigos da desgraça, aqueles que querem condenar-nos ao miserabilismo para a eternidade. Bom, bom seria canalizar todo o investimento para subsídios ao imobilismo até que não restasse um cêntimo. Depois ficaríamos todos muito iguais, muito...

Editorial: Madaíl escolheu um homem de caráter

E

Nem a saída de Carlos Queiroz fará abrandar a intensidade do coro de contestação a Gilberto Madaíl e à direção da Federação Portuguesa de Futebol, com Amândio de Carvalho como bombo da festa. Estão lá há muito, há demasiado tempo, para que nos lembremos de tudo o que deram ao futebol português. Concentramo-nos naquilo em que falharam para alimentar o desejo, quase irreprimível, de os mandar...

Mourinho, o improvável selecionador

M

Gilberto Madail tirou da cartola um coelho que é uma carta de mestre: o convite a José Mourinho para liderar a Seleção nos dois próximos jogos.Tenha ou não êxito, o presidente da FPF ganha fôlego para a recandidatura, embora os portugueses, sempre desconfiados, olhem para a sua iniciativa de sobrolho franzido. Sou um desses pessimistas que duvida do êxito da campanha de Madail. E por dois motivos...

Alexandre Pais

Arquivo

Twitter

Etiquetas